INFORMATIVO - Receita alerta para suspensão de CPF por falta de biometria

Descrição: https://www.saaeura.com.br/imagens/conteudos/133Thumb.png

Receita Federal alerta a população quanto à suspensão do Cadastro de Pessoa Física (CPF). Os eleitores das cidades em que o cadastramento biométrico está ocorrendo de forma obrigatória que não realizarem o procedimento terão os títulos eleitorais cancelados e sofrerão sanções, como a suspensão do CPF, que, por sua vez, pode gerar alguns transtornos.

De acordo com o delegado-adjunto da Receita Federal de Uberaba, Sizenando Ferreira, a suspensão do CPF, no caso dos aposentados, por exemplo, interrompe o benefício previdenciário. Além disso, para toda a população, impede de participar do programa Minha Casa Minha Vida, efetuar financiamento junto à Caixa Econômica Federal, participar dos programas educacionais, como o Fies. Enfim, todos os programas subsidiados pelo governo federal não poderão ser concretizados em razão da suspensão do CPF, além de impedir que realizem viagem ao exterior, contrair empréstimos bancários, entre outras consequências negativas.

“É preciso ter a noção de que a suspensão do CPF é um documento que a pessoa deixa de ter e pode gerar sérias consequências. Vale lembrar também dos problemas com cartão de crédito, as operadoras podem gerar restrição. Outra questão é o Imposto de Renda. Quem tiver o CPF suspenso, o sistema recepciona a declaração, mas não libera para fazer consultas, regularizações, receber a restituição, entre outras questões”, diz o delegado-adjunto. Contudo, Sizenando destaca que a suspensão não é imediata, existem prazos. O sistema realiza os abatimentos e quando constatar que não foi feita a biometria, é comunicado à Receita, que automaticamente suspende o CPF.

Regularizando. Para conseguir retomar o CPF, Sizenando explica que o procedimento não é demorado. A primeira medida é regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral. Depois, assim que o sistema fizer o processamento, o CPF é regularizado junto à Receita Federal, de forma automatizada. Assim que for regularizado, o cidadão volta a ter os diretos que foram suspensos. “Mas é importante evitar essa situação, evite aborrecimento”, afirma.